Publicamos

1º Workshop Rede ROVE é sucesso de público e crítica em prol da prevenção das violências nas escolas

24 Ago, 2018 24 Ago, 2018

1º Workshop Rede ROVE é sucesso de público e crítica em prol da prevenção das violências nas escolas

O Instituto Fidedigna (IF) e a Sphinx Brasil promoveram, na última sexta-feira (24/08), no turno da tarde, no Complexo Cultural Vila Flores, em Porto Alegre/RS, o 1º Workshop da Rede do Registro Online de Violências nas Escolas (ROVE), projeto inovador que fomenta políticas públicas de segurança e educação com foco na prevenção das violências escolares, com base nas evidências sistematizadas, processadas e analisadas pelo ROVE, abarcando 8 iniciativas de 3 Estados da Federação (Rio Grande do Sul, Pernambuco e Piauí).

O evento contou com a participação de mais de 100 pessoas entre Guardas Municipais, Educadores, lideranças da sociedade civil, 20 alunos e alunas de Escolas Municipais de Ensino Fundamental de 7 Municípios gaúchos (Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo, Cachoeirinha, Santa Maria e Pelotas), representando a Rede ROVE). Os Municípios presentes reúnem 229 escolas de Ensino Fundamental com cerca de 64 mil alunos(as), somente considerando aqueles situados na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Na oportunidade, foram realizadas palestras, apresentados os dados e informações consolidadas pelo ROVE, compartilhados projetos de prevenção das violências, com o engajamento das Guardas Municipais, na esteira do que preconiza a Lei Federal n.º 13.022/2014 (Estatuto Geral das Guardas Municipais, e a promoção de metodologias alternativas de "resolução" de conflitos, a exemplo da mediação de conflitos e da justiça restaurativa.

Das 1330 violências registradas pela Rede ROVE, 40% delas se referem a conflitos violentos interpessoais entre alunos em sala de aula. Notou-se pouco reconhecimento de "bullying", a contrário do senso comum. Por outro lado, existe uma grande preocupação das escolas participantes com o clima escolar.

73% dos ROVES foram feitos na Região Metropolitana de Porto Alegre, a maioria pelo Município de Novo Hamburgo, que já tem o projeto incorporado à cultura organizacional das áreas da educação e da segurança pública municipal.

Armas e drogas estão presentes, fundamentalmente, no entorno das escolas, sendo monitoradas pelos Municípios com limitações semelhantes às violências sexuais sofridas por alunos(as) fora da escola, etc.

As Guardas Municipais integrantes dessa iniciativa são "cases" de práticas diversas de prevenção das violências e de promoção dos direitos das crianças e adolescentes.

O workshop também premiou projetos inovadores na área, através do voto direto dos participantes, a saber:

- 1º lugar para uma escola de Cachoeirinha por projeto artístico sobre paz produzido por alunos e professores;

- 1º lugar da Rede ROVE para a equipe diretiva da EMEF Paulo Freire de Novo Hamburgo.

Para Aline Kerber, Diretora Executiva do IF, "o Município de Cachoeirinha vem aproveitando muito bem as potencialidades do ROVE, ao passo que Novo Hamburgo tem consolidado sua liderança nacional no campo da prevenção das violências nas escolas com o uso do ROVE."